domingo, 29 de março de 2020

Andrew Jünger estreia-se num desabafo eletrónico de melancolia inerte



Andrew Jünger é o novo projeto criativo do bracarense Sandro Menino (mentor de projetos como: Suicide Echoes, Cotard Delusion, Sid Suicide e Sid & The Fall) que se estreia agora com novo disco sob o cunho de Nigredo. Fruto de uma aventura sonora que percorre diferentes texturas, ambiente e emoções é, na voz melancólico-espacial que Andrew Jünger nos chama a atenção. Num cruzamento entre o arrojo de Nick Wade (Alien Sex Fiend) a decadência de um Rozz Williams (Christian Death) e a timidez de Ronny Moorings (Clan Of Xymox), Andrew Jünger pinta um retrato vocal bastante estimulante para os fãs das estruturas mais góticas da corrente underground. A acompanhar pauta toda uma eletrónica singular que é densa, emocional e altamente contemplativa.

Segundo o produtor, "Nigredo nasce nas páginas da vida, entre o introvertido sol e as luzes neon da lua", apresentando um conjunto de oito temas "que abordam o tempo, muitas vezes contado entre bafos de nicotina, as estações, com as suas díspares flores de diferentes humores, e o espaço, em fotografias mentais de locais ou momentos". 

Num acompanhamento eletrónico que vai beber influências a vastas gamas de géneros, desde o industrial ao glitch, sem nunca descurar das vertentes do techno dark e da espontaneidade dançante da darkwave, Andrew Jünger apresenta uma estreia que pauta essencialmente por nunca cair na monotonia. A eletrónica é camuflada por sintetizadores espaciais com traços abatidos e uma certa natureza que aporta esperança e que nunca deixa de surpreender a cada música volvida. Temas como "God Walks With Me", "Sweet", o poderoso "Shine" e mesmo o tema de encerramento "Closing The Circle" mostram bem vívido e presente todo este desabafo de melancolia inerte. Aproveitem para o ouvir na íntegra abaixo.

Nigredo foi editado em formato digital e self-released no passado dia 5 de fevereiro. Podem descarregar o álbum completo na modalidade name your own price aqui.


0 comentários:

Publicar um comentário