quarta-feira, 8 de abril de 2020

O EP de estreia dos De Marbre traz as atmosferas góticas à ribalta


Chegou às prateleiras em novembro do ano passado, mas só alcançou a nossa playlist agora. O novo EP dos De Marbre - quarteto francês formado no ano de 2018 e sediado em Lyon - apresenta uma injeção de som tingida pelas paisagens do post-punk e rock gótico, em três músicas singulares cantadas maioritariamente com recurso ao dialeto francês (à exceção de do tema "Sillon" que se encontra em inglês vívido). Apaixonados pela música de vestes sombrias os De Marbre misturam a essência do rock'n'roll com a poesia decadente num ambiente ambivalente onde a escuridão cria a sua própria luz. Entre guitarras translúcidas, uma bateria ritmada e uma voz tipicamente abalada pela penumbra existencialista, De Marbre traz três canções que trazem o revivalismo gótico à ribalta sem deixarem, contudo, de cair na monotonia da cópia.

Os De Marbre são formados por Stéphane Buffavand (voz, guitarra), Édouard Souillot (baixo de 6 cordas, sintetizadores), Loup Langlade (baixo) e Jocelyn Prestat (bateria) e no curto currículo de existência já dividiram palco com nomes como Varsovie, Raskolnikov e Nairod Yarg. Deste EP homónimo destaque para temas como "Sous Verre", a mostrar clara uma onda revolta - sobretudo na progressão de ritmos e nos acordes gritados de Stéphane Buffavand - e o tema de encerramento "Sillon" a apresentar uma onda de post-punk delicado e progressivo onde os acordes doces da guitarra contrastam com os ambientes monocromáticos do baixo e os ritmos efervescentes da bateria.

De Marbre foi editado em formato digital e self-released a 10 de novembro de 2019. Se ainda não os conhecem aproveitem para disfrutar o seu primeiro esforço em áudio, abaixo.


0 comentários:

Publicar um comentário