sábado, 18 de julho de 2020

20 anos do impacto De Profundis na cena gótica brasileira celebrados em nova edição


Há cerca de 20 anos foi lançada a primeira compilação De Profundis, um dos marcos da cena gótica brasileira que ajudou à consolidação de uma cena que estava espalhada em diversas localidades do país. O lançamento consecutivo destas compilações solidificou o reconhecimento de diversas bandas que hoje são referências desse panorama no Brasil e, para celebrar tal feito a editora Paranoia Musique decidiu lançar a mais recente edição da compilação, intitulada De Profundis - Spatio Socialis, que emergiu no radar no passado mês de junho. No total são 24 os projetos contemplados com músicas que viajam entre as tonalidades do post-punk, coldwave, synthwave, goth-rock e derivados que nos mostram um cenário gótico brasileiro bastante ativo, embora profundamente underground.

Na compilação podemos encontrar temas que passeiam entre os beats da música synth e industrial, e aquelas linhas de baixo marcantes da era de ouro do post-punk à escala global. Em De Produndis - Spatio Social Andromeda, In Fausto, Lunar Dream, The Downward Path, Mateamargo, Cum Mortuis, Stella Tacita, As Cinzas do Tempo, In Venus, Svartfåglars Begravning, Stenamina Boat, Neutralizze, Herzegovina, Elegia, 1983, Noturna Régia, Caligvlas, Cubüs, Signo 13, Nouvelle Vie, Mãos Fúnebres, Vox Lugosi e Dead Roses Garden constroem texturas obscuras de teclados e guitarras distorcidas com vocais que retratam a vida quotidiana em voga nas grandes metrópoles. Uma compilação desenhada para explorar um cenário que internacionalmente ainda se cinge muito às cavernas.

De Profundis - Spatio Socialis foi editada oficialmente em formato digital a 26 de junho pelo selo Paranoia Musique. O valor das vendas será revertido para instituições que auxiliam mulheres vítimas de violência doméstica. Podem ouvir o disco na íntegra abaixo.


2 comentários:

  1. Simplesmente maravilhoso, parabéns a todos pelo excelente trabalho. Vida longa a vocês.

    ResponderEliminar
  2. Desconhecia completamente esta vertente da musica brasileira

    ResponderEliminar