sexta-feira, 17 de julho de 2020

Legowelt, Sonic Boom, Ralf Baecker, entre outros, para ver em Braga depois do verão



Depois de regressar à atividade em julho, o gnration, em Braga, está de volta com um reforçado programa pós-verão que promete integrar música, som, arte e tecnologia, cinema e conferências sobre o racismo e um "volume de atividade que se assemelha ao período pré-pandémico". 

O destaque maior do programa setembro/outubro é Legowelt (na foto), produtor holandês de culto que opera desde a década de 90. Apaixonado pelo cinema, o corpo de trabalho de Danny Wolfer, o seu nome verdadeiro, passa, em parte, pela conjugação da sua música, que vai do techno mais ácido e hedonista à deriva ambiental, com a sétima arte – nos últimos anos musicou várias películas de respeito, incluindo 2001: A Space Odyssey (1968), de Stanley Kubrick, Fata Morgana (1970) e Nosferatu: Phantom der Nacht (1979), ambos de Werner Herzog. É este último filme do realizador alemão, considerado um clássico do cinema de terror, que Legowelt musicará em tempo-real, com música escrita por si, no dia 23 de outubro.

Pete Kember é mais um dos destaques do programa musical do gnration. O ex-Spacemen 3 regressa pela terceira vez ao espaço, depois de uma residência artística que tinha em vista a preparação de material para um novo disco de Sonic Boom e ainda dois espetáculos, um que finalizava essa residência e outro enquanto Spectrum. Cinco anos depois dessa residência artística, Peter Kember tem finalmente novo disco: All Things Being Equal saiu em junho deste ano e coloca um ponto final no hiato discográfico de quase 30 anos. O reencontro acontece no dia 19 de setembro. 

A 26 de setembro, o baterista e percussionista português João Pais Filipe junta-se ao músico e produtor alemão Burnt Friedman, figura crucial nas desenvolturas eletrónicas que já trabalhou com notáveis como David Sylvian, dos Japan, e Jaki Liebezit, dos lendários Can. Os dois músicos trazem ao palco Eurydike, trabalho colaborativo que registaram em março pela Nonplace de Friedman. 


A artista e documentarista portuguesa Sofia Saldanha, autora da série documental áudio sobre a vida e obra do poeta português Fernando Pessoa, apresentará um novo documentário sonoro a 18 de setembro. A partir de uma encomenda do gnration, “A Trovoada” explora as várias facetas deste fenómeno natural e será mostrado ao vivo no gnration, tendo posterior reprodução radiofónica na Antena 2, coprodutora do projeto.

De 5 a 12 de setembro, o gnration dará a conhecer os projetos selecionados da edição de 2020 dos Laboratórios de Verão, programa de apoio à criação artística destinado a artistas ou coletividades do distrito de Braga. Com arranque oficial na tarde de 5 setembro, os oito projetos poderão ser vistos em vários locais do gnration até 12 de setembro. Resultante de uma parceria com os Encontros da Imagem, o gnration acolherá uma das muitas exposições da 30ª edição do festival internacional de fotografia e artes visuais. De 11 de setembro a 31 de outubro, o pátio exterior do gnration mostrará “Shine Heroes”, exposição de trabalhos fotográficos do fotógrafo uruguaio Federico Estol. A entrada para ambos é gratuita. 

Em outubro, o gnration dará início a um conjunto de conferências e sessões de cinema que visam discutir o racismo e a discriminação racial. A primeira edição de “De que falamos quando de racismo” contará com uma conversa com a cantora moçambicana Selma Uamusse e ainda a exibição do filme “Sans Soleil”, do realizador Chris Marker. A conversa e a exibição acontecem a 29 e 30 de outubro, respetivamente. 

Resultante da residência artística no âmbito do programa Scale Travels, projeto que alia arte e nanotecnologia, desenvolvido em colaboração com o INL – Laboratório Ibérico Internacional da Nanotecnologia, o coletivo alemão Transforma, composto pelos artistas Luke Bennett, Baris Hasselbach e Simon Krahl, apresentam Appoximation (tbc), uma instalação audiovisual que inaugurará a 2 de outubro e estará patente na galeria INL do gnration até 31 de dezembro. Também no programa de exposições e instalações, o artista alemão Ralf Baecker, que foca o seu trabalho na relação entre arte, ciência e tecnologia, terá a sua estreia expositiva em Portugal a convite do gnration. Floating Codes inaugura a 16 de outubro e poderá ser vista até 9 de janeiro na galeria gnration.

A 2 de outubro, o Trabalho da Casa, ciclo que promove a criação e a apresentação de novos trabalhos por artistas locais, juntará em concerto duas bandas de diferentes gerações: La Resistance e The Nancy Spungen X

Os Indigo Quintet, grupo de Braga que navega entre o jazz e a música de câmara, vão lançar-se na composição de música original para “Procura- se Brutamontes” e “Força, Bastia”, duas curtas-metragens de Jacques Tati. O resultado final será apresentado ao vivo, em formato filme-concerto, a 9 de outubro. 

Já ao longo do mês de outubro, a 11, 18 e 25, as artistas de Braga Adriana Romero e Joana Patrão vão dar a conhecer um conjunto de trabalhos de som, vídeo, imagem e texto, que terão reprodução online nas redes sociais e no sítio oficial do gnration. 

Os bilhetes para o bimestre set-out podem ser adquiridos em gnration.bol.pt, balcão gnration e locais habituais.

0 comentários:

Publicar um comentário