sábado, 18 de julho de 2020

Os Unruly Girls lançaram um álbum epidémico


Três anos após se terem estreado nas edições longa-duração com Cruel Tales (2017) os italianos Unruly Girls regressaram às edições com Epidemic, disco multifacetado em sonoridades ora escuras ora de estética suave, mas claramente vincadas numa onda de eletrónica bastante denotada. O disco que chegou às prateleiras há cerca de três meses engloba um total de treze músicas inéditas que abordam paisagens sonoras carregadas de emoções e nuances psicológicas. Sem nunca se prenderem a um género singular os Unruly Girls pintam em Epidemic um fluxo contínuo de sons abrangentes e cativantes, num disco estimulante e desenhado para conquistar uma larga audiência.

De acordo com a banda o nome Epidemic, "foi escolhido nos estágios iniciais, tendo sido inspirado pela forma como a música pode espalhar a beleza no mundo, conectar docemente as pessoas e alimentar novos movimentos e ideias". Para a criação dessa beleza os Unruly Girls apostam em harmonias criadas entre linhas de baixo poeirentas, batidas espaciais, elementos do shoegaze e a energia frívola da eletrónica punk. O resultado é uma obra extremamente dinâmica que retrata todo um universo diversificado em emoções com base no som.

De Epidemic forte destaque para temas como "Chanson Massacre" - música integralmente cantada em francês com traços musicais inspirados na folk-ritualística -; "Black Love" - malha de rock fácil mas com um potencial enorme de hit -; "Bloody Brushing" -  tema a trazer à memória os incontornáveis Mindless Self Indulgence -;  e ainda "Narc Boyfriend" - a apresentar uma base inicial bastante funk-influenced. Se ainda não passaram os ouvidos por Epidemic podem agora fazê-lo abaixo.

Epidemic foi lançado a 21 de abril em formato digital e posteriormente em CD e vinil pelo selo Dirty Beach Records. Podem comprar a vossa versão aqui.

0 comentários:

Publicar um comentário