sábado, 22 de agosto de 2020

STREAM: Seatemples - Trópicos


No ativo desde 2016 a explorar as paredes de som construídas entre linhas shoegaze e dreampop, os chilenos Seatemples estão de regresso ao ativo com Trópicos, o segundo esforço longa-duração que chega às prateleiras cerca de três anos após terem editado Down Memory Lane (2017). Composto por 10 temas que iniciam num ritmo nem sempre fácil de prender a atenção aos primeiros instantes, Trópicos é um disco elegante cuja sonoridade vai conquistando progressivamente o coração do ouvinte. Para quem é alheio, Trópicos é a nomenclatura utilizada para se referir ao mapeamento de diferentes latitudes geográficas dentro de uma variedade de nuances e atmosferas hipnóticas que aqui tão bem descrevem o processo de produção incorporado no álbum. 

Com recurso a uma letra catártica e onírica de passagens tenuemente sombrias, os Seatemples ofuscam as melodias com feedbacks e paisagens barulhentas que criam facilmente uma sintonia no meio do caos. Do disco começa por se destacar "Holograms", tema que fará as delícias de fãs de nomes como Slowdive pela beleza insípida; "Verde Catedral" o primeiro tema do disco a puxar os limites de som da banda para toadas mais darkwave que por aí permanecem em "Chaosphere". Se em "Desierto" os Seatemples investem numa sonoridade que poderia ser descrita como um jangle gaze gótico, em "Primavera Negra" fazem vigorar uma força obtusa entre o mundo imaginado e a realidade crua. Já na reta final podemos encontrar o grande hit do disco, "Beagle 185", música preenchida em camadas vibrantes com um trabalho de sintetizadores fortemente aditivo e melódico. O resultado final pode consumir-se na íntegra abaixo.

Trópicos foi lançado oficialmente esta sexta-feira (21 de agosto) pelo selo francês Icy Cold Records. Podem comprar o disco aqui.


1 comentário: