segunda-feira, 7 de setembro de 2020

Jan Garbarek e China Moses no 46º Festival Internacional de Música de Espinho



A 46.ª edição do Festival Internacional de Música de Espinho arranca no próximo dia 25 de setembro e traz à cidade sete concertos. O saxofonista Jan Garbareck e a cantora soul China Moses são alguns dos destaques do evento que este ano decorre num período mais espaçado do que o habitual, entre setembro e dezembro.

Com epicentro no auditório da Academia de Música de Espinho, o programa arranca com um concerto da Orquestra Clássica de Espinho com o pianista espanhol Javier Perianes, a 25 de Setembro, num espetáculo que assinala os 250 anos do nascimento de Ludwig van Beethoven.

A intérprete e apresentadora televisiva China Moses, apontada como estrela em ascensão no panorama norte-americano, irá percorrer diversos estilos da música negra americana no dia 2 de outubro. A acompanhar a americana estará a Orquestra de Jazz de Espinho, conduzida por Daniel Dias e Paulo Perfeito.

A 30 de Outubro, os colectivos portugueses FIME Ensemble e Drumming GP, com solos de percussão de Miquel Bernat, irão explorar a obra Music for 18 Musicians, do compositor minimalista americano Steve Reich.

Já o norueguês Jan Garbarek, que actuará a 21 de novembro com o percussionista indiano Trilok Gurtu, propõe um espetáculo que antecipa elementos de improvisação livre e música tradicional escandinava. No mesmo dia, os italianos Théo Ceccaldi e Roberto Negro apresentam um espetáculo para violoncelo e piano.

A 46ª edição do FIME acolhe ainda dois concertos de música barroca na Igreja Matriz de Espinho. A 1 de outubro, o colectivo francês Le Poème Harmonique explora os Ofícios das Trevas e, a 6 de dezembro, o grupo Le Banquet Céleste, composto a soprano Céline Scheen, o contratenor Damien Guillon, o tenor Thomas Hobbs e o baixo Benoît Arnould, protagonizará "três das cantatas de Natal de Bach", explica o presidente do conselho directivo da Academia Alexandre Santos.




0 comentários:

Publicar um comentário