sexta-feira, 23 de outubro de 2020

Favela Discos documenta cenário da música experimental do Porto em nova compilação



O coletivo portuense Favela Discos lançou hoje o primeiro volume de In Trux We Pux, compêndio que se propõe "a registar e expor um conjunto de correntes sonoras e de práticas colaborativas que se tem desenvolvido no cenário da música experimental e improvisada feita no Porto", lê-se nas notas oficiais de lançamento.

Composto por seis temas, este disco contém "uma selecção de músicos provenientes de diferentes campos da música electrónica", explica ainda a Favela, que convidou vários intervenientes a colaborarem e produzir uma faixa inédita. Do cerebralismo dos @c à exploração sem forma dos Well, passando pela síntese digital de Lorr Nu ou pela expressão libertária do Colectivo Vandalismo, In Trux We Pux 01 é um documento valioso para o melhor entendimento do atual panorama criativo da cidade.

O disco encontra-se disponível para escuta no Bandcamp da Favela Discos, que disponibilizou também um número limitado de cópias em vinil. A masterização é de Rafael Silva e a capa nasce do esforço coletivo de Nuno Oliveira, na fotografia, e Rita Castilho, no design.

O próximo volume da coleção, In Trux We Pux 02 - Desilusão Óptica, sairá em novembro e apresentará uma peça conduzida pelo colectivo na edição de 2017 do Serralves em Festa





 

0 comentários:

Publicar um comentário