quarta-feira, 14 de outubro de 2020

"Sonhos Epidémicos" - Pop Dell'Arte no CCB

Pop Dell'Arte no CCB

Longa foi a espera para assistirmos ao regresso dos Pop Dell' Arte.  Dez anos depois de Contra Mundum, o novo trabalho Transgressio Global, da Sony Music, chega-nos numa época de um "Admirável Mundo Novo” onde o público busca a catarse para esta estranha forma de vida.

Foi este público, ávido de música ao vivo e fiel a uma das bandas mais originais da música moderna portuguesa que, no dia 8 de outubro, marcou presença no grande auditório do CCB para assistir ao Transgressive Days, espetáculo onde para além dos temas do novo álbum, tocado na íntegra, foram também ouvidos clássicos dos mais de 30 anos da banda como "Sonhos Pop", "Querelle", "My Funny Ana Lana" ou "La Nostra Feroce Volontá d’Amore".

Para nos fazerem viajar "sob a égide da transgressão", com referências clássicas marcantes (Grécia e Roma), com passagem pela Europa renascentista até à Lisboa em 2084, João Peste, Paulo Monteiro, Zé Pedro Moura e Ricardo Martins fizeram-se acompanhar pelo duo de sopros Rodrigo Amado (saxofone) e Simon White (clarinete).

Ao longo de aproximadamente 1h45m o entusiamo do público foi visível ainda que um pouco tímido e com alguma perplexidade induzida pelos tempos modernos. Quanto aos Pop Dell' Arte tentaram, e conseguiram, com a sua irreverência mostrar-nos que a "transgressão" é mais do que nunca a luz que nos ilumina a escuridão.


Fotografias e texto: Virgílio Santos

0 comentários:

Publicar um comentário