sexta-feira, 20 de novembro de 2020

'Mountains' de Mary Timony recebe reedição de luxo


Mary Timony, cantora, compositora e mente criativa por trás de projetos como Helium, Autoclave e Ex Hex, anunciou uma nova reedição do seu álbum de estreia a solo, Mountains. O álbum original de 2000 recebe o tratamento de luxo no próximo dia 15 de janeiro pela Matador.

Esta reedição marca a mais recente entrada na série Revisionist History, campanha que pretende revisitar alguns dos mais importantes lançamentos da histórica editora americana que se encontram prestes a comemorar um aniversário significativo (só este ano, a Matador já reeditou trabalhos de Pavement, Yo La Tengo, Guided by Voices e Chavez).

Gravado e misturado em Boston por Christina Files e Eric Masunaga – e em Chicago por Bob Weston, que se encarrega da remasterização desta reedição – Mountains vê Timony enveredar por territórios mais áridos e confessionais, trocando os arranjos duros do trabalho que desenvolveu enquanto líder dos Helium por requintados ornamentos de piano, vibrafone e viola. 

A sua edição de luxo inclui takes originais nunca antes ouvidos de "Return to Pirates", "Poison Moon" e "Killed by the Telephone", temas que foram entregues junto com o master original há 20 anos mas que acabariam por ser omitidos do álbum final. O registo inclui também uma versão orquestral recém-gravada de "Valley of One Thousand Perfumes", produzida pelo compositor Joe Wong (Russian Doll, Midnight Gospel) e misturada por Dave Fridmann.

De modo a complementar o disco, a Matador, que acompanha cada um destes lançamentos com fotografias, footage e videoclipes raros, publicou a curta-metragem completa do realizador Brett Vapnek, Dream Machine, interpretada por Timony em 1999.

O disco encontra-se disponível para pré-encomenda em matadorrecords.com.



0 comentários:

Publicar um comentário