quinta-feira, 3 de dezembro de 2020

Mazarin celebram a entrada na Monster Jinx com o lançamento de “Interlúdio”


Após ser anunciada a sua ingressão na editora 
Monster Jinx, o quarteto bejense Mazarin –constituído por Léo Vrillaud (teclista), João Romão (bateria), João Spencer (baixo) e Vicente Booth (guitarra) – lança hoje os primeiros frutos desse mesmo compromisso: o single Interlúdio. 

Constituído pelos temas “Vasenol” e “Batata Palha”, este single apresenta-se como uma coexistência pacífica entre o jazzhip-hop e até mesmo 8-bit, capturando uma vibração noturna e mostrando uns Mazarin que, segundo o comunicado de imprensa, está “em permanente busca de um som próprio que não finja sotaques de Chicago ou de Londres, mas que ostente orgulhosamente o travo do Sul de onde chegaram”. 

O disco foi gravado por Nuno Rua e alunos da Escola Tecnologias Inovação e Criação em Lisboa, contando também com a mistura de Pedro Ferreira e masterização de Fábio Jevelim. 


Este é o primeiro lançamento do quarteto desde o EP homónimo, lançado em 2018, que lhes valeu passagens por festivais e eventos como a FNAC Live, Vodafone Paredes de Coura ou Zigur Fest, tal como uma residência de vários meses no Clube Ferroviário e uma menção na lista das 20 revelações nacionais de 2018 aqui, na Threshold Magazine. Interlúdio é também marcado como o primeiro trabalho de estúdio do grupo após a saída de Afonso Serro, agora membro dos Yakuza. 


O projeto pode ser ouvido na íntegra abaixo: 

0 comentários:

Publicar um comentário