terça-feira, 15 de dezembro de 2020

O novo EP dos MAD MASKS é de consumo obrigatório

O novo EP dos MAD MASKS é de consumo obrigatório


Clicar no play de MAD MASKS, o novo curta-duração do misterioso projeto francês MAD MASKS é ingressar num mundo completamente fora da realidade espacial presenciada. É instantâneo o efeito imersivo que a sua sonoridade transparece e a aura pegajosa que se torna iminente ao longo do seu desenvolvimento. Numa mistura transversal entre guitarras atmosféricas de lento desenvolvimento e batidas eletrónicas em repetição, o mundo sonoro dos Fabrice R. e Dominique S. faz lembrar alguns dos ambientes obscuros e crus das primeiras edições do selo de culto britânico 4AD, sem nunca descurar do teor contemporâneo do panorama eletrónico atual. Esta imagem obscura - fortemente explorada no som - é consolidada no trabalho audiovisual que acompanha as suas produções e que se baseia em colagens de passagens de filmes de terror produzidos nas décadas de 1960-1970.

Formados em 2013 os MAD MASKS estrearam-se em 2015 com o LP de estreia (também homónimo) na alçada Peripheral Minimal Records, numa edição que lhes garantiu alguma projeção nos ambientes do underground mais obscuro. Agora, a cozinharem um novo longa-duração novamente vincado na temática do ocultismo, a dupla encurta-nos a espera, pelo aguardado prato principal com o EP MAD MASKS, um exercício profundamente espacial, alucinógeno. Música perturbadora, mas amplamente confortável de consumo obrigatório para todos os fãs da eletrónica pecaminosa entre as correntes estéticas da música tribal, ambient, industrial e drone

MAD MASKS foi editado no passado dia 9 de dezembro em formato cassete e digital pelo selo francês Vague à l'Âme. Podem comprar a vossa cópia física aqui.


0 comentários:

Publicar um comentário