quinta-feira, 21 de janeiro de 2021

STREAM: dOISsEMIcARDÍACOSiNVERTIDOS - Cávea

STREAM: dOISsEMIcARDÍACOSiNVERTIDOS - Cávea

Foi por obra de A Besta e Rui Eduardo Pires que o “ciclo (ou círculo) de concertos” Concêntrico pisou o palco da Estudantina de São Domingos de Rana no dia 13 de janeiro de 2018. O último lançamento de dOISsEMIcARDÍACOSiNVERTIDOS traz precisamente o retorno a esse momento. 

Entre “um dueto inesperado” e uma “junção de bandas numa superbanda igualmente inesperada”, nasce Cávea. Aqui, culminam os universos dos elementos do coletivo A Besta, que se juntam “com o único objetivo de tocar anti-rock” ao de dUASsEMIcOLCHEIASiNVERTIDAS, ativa banda e coletivo DIY “que tanta terapia ruidosa tem gerado e multiplicado na última década”. 

Cávea tem muitas formas. Além de “espaço reservado à população para assistir a espetáculos”, trata-se também de “um covil, uma jaula onde os nossos monstros aguardam, sedentos, vir cá fora unir esforços e gritar alto”. 

Dos cOLCHEIAS, surgem Boris Nunes no baixo, Desmarques na guitarra e Diogo Vouga na bateria, que fazem esta travessia ao lado de DV na voz e ruído, Pedro Arelo no saxofone barítono e os sintetizadores de Tiago Eira, dos cARDÍACOS. “Continuando as experiências que as duas bandas timidamente buscavam em concertos anteriores”, vieram prever o que “culminou no concerto que uniu as bandas por completo” na SMUP, dia 13 de abril de 2018. 

As sonoridades de cOLCHEIAS e cARDÍACOS residem “entre a imprevisibilidade de música aleatória e a convivência de dois coletivos que muitas vezes falam a mesma língua, em diversos e espelhados dialectos”. E é nesta morada aberta ao público no último 13 de janeiro que os grupos celebram “os dias 13 e o aniversário de três anos desse concerto”. 

O bilhete para esta viagem vem em edição digital d’A Besta em conjunto com a Associação Terapêutica do Ruído, e já está disponível no Bandcamp.


Texto: Carina Fernandes

0 comentários:

Publicar um comentário