quinta-feira, 25 de fevereiro de 2021

A eletrónica ainda mais obscura e densa do novo disco de Kara Konchar


Kara Konchar está de volta com um novo longa-duração. O projeto liderado por Miguel Béco de Almeida, produtor portuense que antigamente respondia sob o alter ego de ATILA, apresenta agora Goth Partisan como o sucessor do frenético Dungeon Rave (Capital Decay, 2019). Neste novo trabalho o artista reúne sete temas que se canalizam “algures no cruzamento entre a música industrial e de pista”.

O lado imersivo das paisagens sonoras do registo anterior dá lugar a “composições movimentadas, mecânicas e soturnas”, que se estendem desde o dub infernal ao breakbeat marcial, atuando particularmente no domínio do transe e do visceral, um pouco ao jeito da sonoridade pós-industrial de Prurient. As batidas rítmicas e dilacerantes presentes em Goth Partisan são acompanhadas por vozes voláteis, e por uma constante batalha entre texturas sintéticas, obscuras e alucinantes.

Goth Partisan foi hoje (24 de fevereiro) editado nos formatos CD e digital pelo selo lisboeta Rotten \ Fresh. O artwork e design gráfico é da responsabilidade de Filipa Pinto Machado e do próprio Miguel Béco de Almeida. Aproveitem para escutar o disco na íntegra em baixo.

0 comentários:

Publicar um comentário