quarta-feira, 3 de fevereiro de 2021

Calma aí: The Silent Box regressam aos lançamentos com single e videoclipe



Chama-se “Hold On” o mais recente single de The Silent Box e trata-se de um “ensaio sobre a saúde mental”, segundo contam em comunicado. Com a firme promessa de “conquistar o panorama do rock nacional”, o grupo bracarense parte, neste tema, em busca de uma “voz interior” que os leve à “descoberta (...) de um mundo interior melhor”.

Estrearam 2021 com um videoclipe da GearFilms, no qual estabelecem “um paralelismo com os desafios que cada ser humano enfrenta”. Em conversa com a Threshold Magazine, a banda deixa a certeza de que “ouvir boa música acaba claramente por ajudar neste processo de abstração”.

The Silent Box foi a banda vencedora do Concurso de Bandas para o Palco Novos Valores da Festa do Avante! em 2019, um tipo de iniciativa que, embora “claramente escasso”, consideram “de extrema importância, visto criar a primeira oportunidade de palco para muitas bandas emergentes”.

Descrevem-se com facilidade: são um grupo de “amigos com personalidades e áreas completamente distintas que trazem em comum a paixão pela música”. Inspirados por nomes como Led Zeppelin, Pink Floyd, Arctic Monkeys e Black Keys, reuniram-se num “mundo próprio” onde “a música, de base sobretudo experimental, quer definir o seu próprio rumo”.

Desde 2018 que estão “dentro da caixa, mas com uma filosofia fora dela”. Deram início aos lançamentos com I.N.T.R.O., um EP inaugural da sua “composição invulgar que soa a surpresa e a improvável”. Afirmam uma “sonoridade que se entranha sem se estranhar” e pretendem ser a prova viva e “irrefutável de um talento nacional em viagem contínua”.

Entre “rock, indie, blues, jazz e, por vezes, metal”, está a voz de João Rangel Pereira, acompanhada pelas guitarras de Eduardo Semanas e André Sales, a bateria de João Oehen e o baixo de Diogo Soares, com André Semanas no teclado.

No final deste ano, terá lugar um “álbum promissor” com apoio do Poison Studio e, pelo meio, garantem “algumas surpresas”. Até lá, ficamos com “Hold On”, já disponível no Youtube e nas habituais plataformas de streaming.


Texto: Carina Fernandes

0 comentários:

Publicar um comentário