sexta-feira, 26 de fevereiro de 2021

pä estreiam-se pela Combustão Lenta com La Demeure Phréatique


Depois de um ano marcado pelas restrições impostas pela pandemia, a Combustão Lenta arranca 2021 com o lançamento de La Demeure Phréatique, o mais recente trabalho da dupla de Paulo da Fonseca e Filipa Campos, que responde pelo nome .

"Ao longo de seis meses", explica a dupla em comunicado, "gravámos, com recurso a microfones de contacto, uma bomba de água composta por seis tubos que emanam de um motor central. Cada um destes tubos emite uma frequência e um timbre específicos, e respectivas séries harmónicas em transições cíclicas irregulares". 

A peça resultante – mais montagem que mistura – foca-se na "definição progressiva de natureza tonal de cada um dos componentes" e no "esbatimento espectral da função diatónica do acorde", aproximando a vibração do aparato à de um registo "que evoca o som reverberado de um aerofone".

La Demeure Phréatique sucede o anterior Melpoménē, editado de forma independente em janeiro deste ano, e assinala a estreia dos pä pela Combustão Lenta. Gravado e misturado pela dupla entre os meses de junho e novembro de 2020, em Lagoa de Óbidos, La Demeure Phréatique encontra-se disponível no Bandcamp em formato físico, limitado a 25 cópias em CD-R, e digital. A capa é de Filipa Campos e a fotografia recebe a assinatura de Gualdino Crisóstomo.



1 comentário:

  1. A capa é da autoria de Filipa Campos (não é Mendes, como se lê no texto). Grato.

    ResponderEliminar