terça-feira, 16 de março de 2021

Natures. Vol.1: uma espécie de psicanálise aos T'ien Lai


Oriundos de terras polacas, os T'ien Lai formaram-se em 2012 pela mão de Kuba Ziołek (Innercity Ensemble, Stara Rzeka) e Łukasz Jędrzejczak (So Slow, Alameda 5). Na altura um duo, a sua sonoridade focava-se essencialmente em drone music e transmissões de rádio, com temas místicos mergulhados em camadas de ruído. Desde então, juntaram-se dois percussionistas a T'ien Lai e os novos elementos rítmicos tornaram o seu som em música de dança altamente ritualística, algo que o público pôde comprovar em festivais como CTM (Berlim) e Unsound (Cracóvia.)

Após alguns anos de interregno, o conjunto voltou às edições como um trio com X·M·S, EP fortemente povoado pela eletrónica progressiva e pelo ambient de facetas tribais. Já este ano, a 8 de março, os T'ien Lai lançaram Natures. Vol.1, EP gravado entre setembro de 2020 e janeiro de 2021, que se assume como uma espécie de psicanálise da banda, expondo os traços subconscientes do passado que se tornaram a base das suas novas configurações musicais. 

Esta jornada regressiva enumera um vasto leque de influências, entre elas as primeiras festas independentes de drum'n'bass, house e dubstep realizadas em clubes underground da cidade natal dos músicos, a cultura cyberpunk, bandas sonoras de Vangelis e Ryuichi Sakamoto, Half-Life, entre outras. Natures. Vol.1 é, afinal de contas, uma tentativa de dar vida a essas inspirações dentro do contexto musical moderno.

As quatros faixas deste registo reúnem em si a estética da outsider house, a nostalgia dos anos 80 mesclada com dub digital e paisagens urbanas obscuras, e os ritmos complexos e assimétricos do pós-dubstep.

Natures. Vol.1 foi editado em formato digital com o selo da Brutality Garden e está disponível para escuta integral em baixo. A artwork é da autoria de Łukasz Jędrzejczak.



0 comentários:

Publicar um comentário