segunda-feira, 29 de março de 2021

The Lizard of Oz - Patrícia's Lullaby [Threshold Premiere]

 

The Lizard of Oz - Patrícia's Lullaby [Threshold Premiere]
Fotografia de David Rodrigues


Chama-se "Patrícia's Lullaby" e é o primeiro avanço do duo The Lizard of Oz, um "projeto colaborativo que une a eletrónica de Nuno Moita às improvisações de piano de David Rodrigues", segundo se lê em nota enviada às redações. A faixa insere-se no álbum de estreia Electric Ivories, com data de lançamento marcada para dia 6 de abril, com selo da editora experimental Black Hole Time Warp.

Esta premiere chega à Threshold Magazine esta segunda-feira, dia 29 de março, com a finalidade de "assinalar o Dia do Piano" através de uma "homenagem à influência de um instrumento intemporal na história da composição musical, com especial enfoque no seu contributo para a história da música eletrónica".

São mais de duas horas de música, ao longo das quais "o duo explora o potencial da fusão musical num desafio colaborativo inédito para ambas as partes envolvidas". Trata-se de "juntar eletrónica e piano num ambiente experimental, no qual os ouvidos dos autores ditam as únicas regras".

Nuno Moita, natural de lisboa, é dono da Black Hole Time Warp e está por trás de projetos como Draftank e (Quadrado em Loop). Além de ser um dos fundadores da Grain of Sound, label de eletrónica experimental por onde assinou Cinza, um projeto multimédia que une fotografia e música eletrónica, entre outros, reúne ainda colaborações com Vítor Joaquim e André Gonçalves.

David Rodrigues constitui a outra metade do duo, ele que "gosta (mesmo muito) de brincar com o piano com os mesmos instintos sónicos e desvirtuosismo nato de uma criança", o que originou trabalhos como Unmerry Christmas e Nightmareveillon

Rodrigues tinha na sua posse "um cartão SD com muitas músicas, vários solos de piano improvisados", conta à Threshold Magazine. Num encontro com Moita, a um debate ébrio e bastante longo sobre a existência de Deus, sucedeu-se um total de zero conclusões. "Não chegámos a conclusão nenhuma, então, decidimos fazer um álbum", explica. 

The Lizard of Oz nasce, assim, fruto do questionamento divino, da acumulação musical e de substâncias inebriantes, que culminaram na fusão da eletrónica experimental com o piano. 

O álbum estará disponível a partir de dia 6, no Bandcamp da Black Hole Time Warp. Até lá, fica com a premiere de "Patrícia's Lullaby".


0 comentários:

Publicar um comentário