terça-feira, 6 de abril de 2021

Kali Malone, Casper Clausen e Rafael Toral no regresso à atividade do gnration


A programação cultural do gnration regressa entre abril e junho e inclui, entre outras propostas, a nova exposição da cineasta Salomé Lamas, a celebração dos oito anos do espaço e a estreia em palco da colaboração entre os percussionistas João Pais Filipe e Pedro Melo Alves. A reposição dos concertos de Casper Clausen e Kali Malone, cancelados devido à pandemia, e a apresentação do Rafael Toral Space Quartet são outros destaques do programa.

As portas do gnration reabrem ao público já esta terça-feira: durante esta semana, e até sábado, será ainda possível visitar na galeria gnration a instalação “The Stage is (a)live”, da artista portuguesa Joana Chicau com o artista norte-americano Renick Bell. Também na galeria gnration, de 17 abril a 30 de junho, poderá ser vista “Invasor Abstracto #3”, exposição coletiva apresentada por membros do coletivo OssoJá na outra galeria do espaço, a galeria INL, Salomé Lamas apresenta uma nova exposição desenvolvida no âmbito do Scale Travels. Até 29 de maio, a cineasta e artista portuguesa dará a conhecer “Gaia”, trabalho resultante de residência artística onde apresentará duas peças.

No programa de música, o gnration dará a conhecer Arcos, o novo disco do compositor português Marco Franco, em concerto agendado para 23 de abril às 21:15. Também a esta hora, a 30 de abril, Chão Maior, ou a super formação composta por Yaw Tembe (composição, trompete), Norberto Lobo (guitarra), Ricardo Martins (bateria), Leonor Arnaut (voz), João Almeida (trompete) e Yuri Antunes (trombone), apresentam Drawing Circles,  disco de estreia que a pandemia impediu de apresentar ao vivo em fevereiro. 

A 7, 8 e 9 de maio, o gnration comemora oito anos de atividade com um programa híbrido – dividido entre o espaço físico e o online – de concertos, conversas, documentários e performances filmadas. 

Casper Clausen, a voz dos dinamarqueses Efterklang e Liima, regressa ao espaço onde esteve pela última vez em janeiro, em residência artística, para apresentar a Better Way, a estreia do artista em longa-duração. O concerto, que iria acontecer a 16 de janeiro, passa a estar agendado para o dia 9 de maio. A 22 desse mês, é a vez de Rafael Toral Space Quartet, quarteto liderado pelo músico Rafael Toral (feedback eletrónico) e composto por Hugo Antunes (contrabaixo), Nuno Mourão (bateria) e Nuno Torres (saxofone alto). 

A 2 de junho, dois dos mais reputados bateristas e percussionistas portugueses estreiam no palco da Blackbox uma nova colaboração. João Pais Filipe e Pedro Melo Alves propõem uma exploração complexa da percussão, partilhando um set híbrido de peles, pratos e gongos. A 9 de junho, os bracarenses Omie Wise dão a conhecer Wind and Blue, o mais recente álbum do grupo desenvolvido no âmbito do programa de apoio à criação artística local Trabalho da Casa.

A fechar o programa de música para o trimestre, e depois de três adiamentos sucessivos, Kali Malone tem nova data para visitar Braga. A 19 de junho, às 18:00 (nova hora), a compositora norte-americana apresentar-se-á ao público em espetáculo já esgotado. 



0 comentários:

Publicar um comentário