quarta-feira, 5 de maio de 2021

gnration celebra oito anos entre o espaço físico e o online


Em 2021, o gnration, em Braga, celebra oito anos de existência com um programa híbrido, dividido entre o espaço físico e o online, ao longo de três dias. De sexta a domingo, dias 7, 8 e 9 de maio, o gnration oferece um programa de  performances filmadas, conversas, documentários e concertos. 

No programa online, o gnration convidou artistas com práticas distintas para levarem a cabo a direção de arte de um conjunto de quatro performances-vídeo por músicos nacionais: Ermo (performance) e Jonathan Uliel Saldanha (direção de arte), João Pais Filipe/Pedro Melo Alves (performance) e Rodrigo Areias (direção de arte), Susana Santos Silva (performance) e Inês D’Orey (direção de arte), e Gala Drop (performance) e Sara Graça (direção de arte).

Também neste programa, o gnration mostra um pouco mais sobre os pontos cardeais que regrem a sua programação: a aposta na criação artística local no domínio da música, através de um documentário sobre a iniciativa Trabalho da Casa; o programa expositivo, perfilado nos espaços da galeria INL e galeria gnration, com uma conversa com a cineasta e artista visual Salomé Lamas, conduzida por Justin Jaeckle, programador do festival internacional de cinema Doclisboa, e um documentário que dará a conhecer mais sobre o projeto expositivo Invasor Abstracto do coletivo OSSO.

Por último, um alicerce fundamental na comunicação do gnration: a identidade gráfica, criada pelo Studio Dobra e que vigora desde 2014, através de uma peça documental que retrata a matéria gráfica como transposição visual da personalidade do programa artístico.  

No programa presencial, o guitarrista Tó Trips apresentará Surdina, filme-concerto em colaboração com o cineasta Rodrigo Areias. Também no palco da  blackbox, Medusa Unit, coletivo que junta nomes cimeiros da música exploratório nacional, apresentará um concerto que é parte integrante do projeto expositivo Invasor Abstracto. No mesmo dia, o coletivo ativará um conjunto de peças que compõem a exposição com o mesmo nome. 

Ainda na componente presencial do programa de celebração, músicos da cidade reúnem-se numa conversa para uma partilha de experiências sobre a participação no programa de apoio à criação artística local Trabalho da Casa. Já na manhã de sábado, o Circuito – Serviço Educativo da Braga Media Arts promove um workshop e uma visita guiada.

À exceção do filme-concerto Surdina, que tem um custo de 7 euros, todo o programa é gratuito.



Programa:

sexta [gnration e online]
21:00 · documentário – invasor abstrato #3 · online
21:00 · música / cinema – surdina, por tó trips e rodrigo areias · blackbox

sábado [gnration e online]
10:00 / 11:00 / 12:00 · visita guiada · link — visita orientada: gaia, de salomé lamas · galeria inl
10:00 / 14:00 · workshop · link — fora da caixa: the stage is (a)live, de joana chicau e renick bell · sala de formação
15:00 > 17:00 · música / performance – invasor abstrato #3 · vários locais
17:00 · conversa – sobre o trabalho da casa · sala multiusos
18:00 · música – invasor abstrato #3: medusa unit · blackbox
21:00 · documentário – studio dobra x gnration · online
22:00 · música – ermo x jonathan uliel saldanha · online

domingo [online]
15:00 · música – joão pais filipe + pedro melo alves x rodrigo areias · online
16:00 · conversa – scale travels: salomé lamas e justin jaeckle · online
17:00 · música – susana santos silva x inês d’orey · online
18:00 · documentário – 5 anos de trabalho da casa · online 
19:00 · música – gala drop x sara graça · online


0 comentários:

Enviar um comentário