sexta-feira, 21 de maio de 2021

Silent Shout, terceiro álbum dos The Knife, vai ser reeditado


Em 2006, os The Knife editavam Silent Shout, terceiro álbum de estúdio da dupla sueca e o melhor desse ano para a publicação americana Pitchfork. Agora, quinze anos depois, o disco vai receber uma reedição especial em vinil duplo de cor azul, disponível a partir de 20 de agosto pela Rabid Records.

O anúncio vem no seguimento das comemorações dos 20 anos do grupo, que editou o seu álbum de estreia, homónimo, em 2001, e vem acompanhado de uma transmissão ao vivo de um espetáculo em Gotemburgo, na Suécia, em 2006 (confiram-no em baixo). A banda publicou ainda um vídeo, realizado pelo colaborador de longa-data Andreas Nilsson, para a faixa-título de Silent Shout.  

Uma fascinante obra de eletrónicas viperinas e vozes tão andróginas quanto inteligíveis, Silent Shout assinalou um momento definitivo na carreira dos The Knife. Depois da euforia pop do anterior Deep Cuts, de 2003, os irmãos Olof e Karin Dreijer, que responde também pelo nome Fever Ray, subverteram as estruturas da pop e do techno aos transformarem-nas em expressões combativas de desejo e libertação, uma direção que pautou o percurso do duo até à sua separação, em 2014.  

Em março, os suecos editaram Tomorrow, In A Year pela primeira em vinil. O álbum, originalmente concebido para uma ópera que celebrava o 150º aniversário de A Origem das Espécies, de Charles Darwin, resultou de uma colaboração com Mount Sims e Planningtorock. A banda disponibilizou também todo o seu catálogo no Bandcamp pela primeira vez.


0 comentários:

Enviar um comentário