quarta-feira, 2 de junho de 2021

Sensible Soccers e Angélica Salvi nas primeiras confirmações do Festival A Porta

© Ricardo Graça

Leiria vai voltar a dançar, já nos três primeiros fins-de-semana de julho. A ocasião? 

O regresso do Festival A Porta, que traz consigo um contigente maioritariamente nacional, onde se destacam as presenças de Sensible Soccers, Sunflowers e Yakuza. Além destes coletivos, fazem também parte do alinhamento nomes como a harpista Angélica Salvi, a cantautora Arianna Casellas, a colaboração entre Dada Garbeck e Ricardo Martins, a experimentalista vocal Ece Canli, o instrumentista Braima Galissá, o projecto Herlander e o violinista Samuel Martins Coelho

Confirmado está também um ciclo de cinema documental que integrará três filmes do cineasta Pedro Neves. Documentarista e jornalista freelancer, Neves é conhecido pelo seu trabalho especialmente conectado com a representação de histórias ligadas a comunidades e por uma obra marcada por questões sociais e políticas prementes. N’A Porta serão exibidos: Os Esquecidos (2009), Acima das Nossas Possibilidades (2014), filme integrado no Projecto Troika, e a longa metragem Tarrafal (2016).

Com um alinhamento e ocupação de espaço adaptados às novas circunstâncias que se vivem no país, o evento voltará a agregar a música, a criação colaborativa e a activação de espaços e memórias comuns através da cultura, tendo como ponto central a Villa Portela, localizado no coração da cidade, datado do final do século XIX e com mais de 17.000 metros de espaço verde.

Para além da música e da criação artística, A Porta 2021 integrará ainda conversas e um programa para famílias. A sexta edição decorrerá assim nos dias 2, 3, 4, 9, 10, 11, 16, 17 e 18 Julho, com novos detalhes do alinhamento a serem anunciados nas próximas semanas.

0 comentários:

Enviar um comentário